Início Textos O Eixo do Dragão e o Propósito de Vida no Mapa de...

O Eixo do Dragão e o Propósito de Vida no Mapa de Jung

2610
0

Você vai saber o que significa o eixo do dragão ou nodos lunares; essa importante referência no Mapa Natal que representa um guia evolutivo, sentido e propósito maior.

Vamos ter como exemplo o Mapa de Jung e o advento do rompimento com Freud para analisar se ele fluiu no seu caminho de vida realizando as tarefas evolutivas que esse eixo aponta no Mapa astrológico.

O eixo do dragão ou nodos lunares não são planetas, são pontos calculados a partir da intersecção da orbita da lua com o caminho aparente do sol (eclíptica) em torno da terra.  

Os eclipses acontecem na eclíptica!

Todos os meses a lua faz uma conjunção ao sol; lua nova e uma oposição ao sol; lua cheia. 

Os eclipses acontecem sempre em uma lua cheia ou lua nova, então por que todos os meses não tem eclipses?

Porque para haver eclipses o eixo do dragão (nodos lunares) tem que estar envolvido.

Os eclipses só acontecem na linha dos nodos. As mitologias em torno dos eclipses são muitas.

No oriente, os antigos acreditavam que durante o eclipse a lua desaparecia ou uma parte do sol era obscurecida, pois um dragão comia os dois astros, daí o nome cabeça ou cauda do dragão ou como eu prefiro chamar; eixo do dragão.

Para entender para que temáticas o nodo norte e sul apontam no Mapa, é preciso um aprofundamento no simbolismo do sol e da lua e na tensão dos opostos que esse eixo representa.

Para entender em profundidade esse simbolismo eu preparei uma aula que vou apresentar no evento ao vivo dia 25 de novembro e para participar é só entrar no grupo:

euclaudiarabelo.com.br

O que você precisa entender de modo mais sucinto aqui nesse artigo sobre esse eixo e assim fazer analogia com o seu Mapa Natal, além de compreender a análise do Mapa do Jung é:

O nodo sul do eixo do dragão aponta os padrões que repetimos de modo inconsciente, aponta a característica das nossas fixações e em que área de experiência da vida (a casa do mapa) elas acontecem e onde precisamos desapegar.

O nodo norte do eixo do dragão representa um caminho novo, a saída da zona de conforto para o desenvolvimento, uma promessa que aquelas características do signo e qualidades da casa podem se manifestar em um nível elevado se as tarefas evolutivas correspondente a elas forem realizadas.

Jung tem o nodo sul no signo de libra, apontando para a fixação nas características disfuncionais de libra, por exemplo: retardar suas decisões e ser omisso a respeito dos seus ideais para agradar o outro.

Essa atitude poderia privá-lo da realização do seu propósito maior.

A casa 8 em que o nodo sul de Jung está, inclui a temática das heranças e os legados.

Quando Jung colaborou com Freud e começou a divergir da sua teoria da libido, ele se omitiu no primeiro momento, pois ainda não tinha amadurecido a sua própria teoria.

Ele assume o seu nodo norte em áries quando toma a iniciativa de uma postura audaciosa ao escrever e divulgar o conceito da sua teoria da libido que divergia de Freud.

Ele manifesta então, as melhores qualidades de áries.

Quando ele renuncia receber a segurança do legado que Freud tinha planejado para ele, se afasta também da fixação do espaço de experiência da casa 8 e assume de forma pioneira (áries no signo do norte) seus próprios valores (norte na casa 2).

A segunda casa do mapa é o espaço de experiência onde você mobiliza seus próprios recursos e esforços para alcançar seus objetivos, sem depender de recursos alheios.

Posso afirmar a luz do Mapa de Jung, que o rompimento dessa parceria, por mais doloroso que tenha representado para ambos, foi um marco para Jung realizar seu propósito de vida maior como um pioneiro de uma teoria que marcou a história da psicologia e o desenvolvimento do estudo sobre a psique.

Se faz sentido para você saber mais sobre esse instrumento diagnóstico na astrologia, que é uma referência de desenvolvimento existencial, entre no grupo para receber informações sobre a aula que vai acontecer em 25 de novembro:

euclaudiarabelo.com.br