Início JUNG: Vida e Obra Carl Jung

Carl Jung

1189
0

jung-6Jung é mais conhecido por

  • Estudos da psique humana.
  • Análise dos sonhos
  • O inconsciente coletivo
  • Arquétipos

 

Nascimento e morte

  • Carl Jung nasceu 26 de julho de 1875
  • Ele morreu 06 de junho de 1961

Sua Vida

Carl Gustav Jung nasceu em Kesswil, Suíça, seu pai Paul Achilles Jung, um pastor, sua mãe Emilie Preiswerk. Ele era o seu quarto filho. Sua mãe era frequentemente deprimida e ausente do ambiente familiar, mas seu estado de espírito, eventualmente, melhorou uma vez que o Jung veio à sua família. Jung mais tarde descreveu a si mesmo como uma criança introvertida e solitária, dizendo que ele era mais feliz quando era deixado sozinho com seus pensamentos.

Aos 12 anos, Jung levou um soco tão forte de um colega de escola que ele perdeu a consciência. Jung começou a desmaiar a qualquer momento que ele deveria ir para a escola ou fazer lição de casa. Seus pais e médicos se convenceram de que o menino poderia ter epilepsia. Depois de Jung ouviu seu pai confessando suas preocupações de que seu filho nunca seria capaz de trabalhar e se sustentar, Jung então melhorou e desenvolveu um foco renovado sobre os estudos acadêmicos.

Ainda assim ele desmaiou várias vezes depois que começou a estudar de novo, mas foi capaz de superar o problema e voltar para a escola. Jung nunca mais experimentou esses desmaios novamente, mas explicou mais tarde que a experiência serviu como seu primeiro encontro com a neurose.

Carreira

Jung decidiu estudar medicina, mas também desenvolveu um interesse em fenômenos espirituais. Foi esse fascínio com a medicina e espiritualidade, que o levou para o campo da psiquiatria, que ele via como uma combinação de seus dois interesses. Em 1902, ele completou sua tese de doutorado, intitulada “Psicologia e Patologia dos Assim Chamados Fênomenos Psíquicos” e se formou na Universidade de Basel com o diploma de médico.

Em 1903, ele se casou com Emma Rauschenbach. No início de sua carreira, Jung trabalhou com pacientes psiquiátricos na Universidade de Zurique. Em 1906, ele escreveu Studies in Word Association e enviou uma cópia para Sigmund Freud. O evento serviu como o início de uma amizade entre os dois homens. Quando os dois finalmente se encontraram pessoalmente em 1907, teriam permanecido mais de 12 horas conversando.

O tempo que passou trabalhando com Sigmund Freud teve um grande impacto sobre as teorias posteriores de Jung e ajudou a desenvolver um fascínio para a mente inconsciente. Jung quis aprofundar a compreensão da mente humana através dos sonhos, mito, arte e filosofia. Inicialmente, Freud viu Jung como alguém capaz de dar seguimento à sua teoria, mas a amizade começou a se dissolver quando Jung começou a desenvolver suas próprias idéias que divergiram de opiniões de Freud.

Jung desenvolveu melhor sua abordagem teórica, formou sua chamada Psicologia Analítica. Separar-se Freud certamente não foi fácil. Acerca de Freud estavam muitos outros seguidores. Colegas de Jung na comunidade psicanalítica se voltaram contra ele, assim como muitos de seus antigos amigos.

No período de seis anos que se seguiram, Jung se dedicou a explorar seu próprio subconsciente. Ele registrou sua experiência em um livro inédito conhecido como O Livro Vermelho e continuou a escrever e ilustrar o livro ao longo dos próximos 15 anos. Em 2009, o livro foi finalmente publicado, permitindo aos leitores um olhar sem precedentes sobre à mente de uma das figuras mais fascinantes da psicologia. “Para o observador superficial”, escreveu Jung no epílogo em 1959, “isto parecerá como uma loucura.”

Jung acreditava que a psique humana existe em três partes: o ego (a mente consciente), o inconsciente pessoal e do inconsciente coletivo. Jung acreditava que o inconsciente coletivo é um reservatório de toda a experiência e conhecimento da espécie humana.

Jung também acreditava que o processo de individuação é essencial para que uma pessoa se desenvolva e se realize plenamente como ser humano. A individuação é um processo no qual as várias partes de uma pessoa, incluindo o consciente e inconsciente, tornam-se completamente integrados para que o indivíduo se torne o seu “verdadeiro eu”.

Contribuições de Carl Jung para a Psicologia

Enquanto a teoria junguiana tem inúmeros críticos, a obra de Carl Jung deixou um impacto notável na psicologia. Seus conceitos de introversão e extroversão têm contribuído para a psicologia da personalidade e também influenciado a psicoterapia. Seu conselho a um paciente que sofre de alcoolismo levou à formação dos Alcoólicos Anônimos, que tem ajudado milhões de pessoas que sofrem da dependência do álcool.

Morre um dos grandes da Humanidade

Carl Gustav Jung morreu a 6 de junho de 1961, aos 86 anos, em sua casa, à beira do lago de Zurique,em Küsnacht após uma longa vida produtiva, que marcou – e tudo leva a crer que ainda marcará mais – a antropologia, a sociologia e a psicologia.

Quer receber todas as novidades do Portal?

Assine gratuitamente nosso site e receba:

1. Livro digital gratuito: ao se tornar assinante, você ganhará uma cópia gratuita do nosso livro digital “7 Dicas de Ouro para Aplicar os conceitos Junguianos no dia a dia”.

2. Atualizações por e-mail: receba em primeira mão nossos novos materiais, artigos, vídeos ou entrevistas!

3. Conteúdo exclusivo: ao se tornar assinante, você receberá informações exclusivas sobre a 2º edição do Congresso Jung Terapias e de outros projetos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.