Início Textos Anima | Animus

Anima | Animus

10597
1

Anima é também a caricatura do Eros feminino. Eros é um entrelaçamento, é a relação. O sal representa o princípio feminino do Eros, o qual faz todas as coisas se relacionarem entre si, uma relação de sentimento. Para Jung, o homem será forçado a desenvolver seu lado feminino para Eros.

Anima e Animus

Fonte da imagem: http://www.pinterest.com/pin/391109548862585075

Anima e animus vivem e funcionam no substrato filogenético que Jung chamou de inconsciente coletivo. É a mente de nossos ancestrais desconhecidos. Enquanto anima volta para trás, animus está mais preocupado com o presente e o futuro. Anima e animus precisam um do outro.

Abaixo, são apresentados os quatro estágios da fenomenologia erótica com os quatro níveis de anima (1), ou os quatro estágios de desenvolvimento de anima e animus (2), onde anima representa Eros e animus, logos:

Anima e Animus

1) HILLMAN, James. Anima Anatomia de uma Noção Personificada, página 35.

(2) JUNG, Carl Gustav. O Homem e Seus Símbolos, páginas 185-194.

Fonte do texto: ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE PSICOLOGIA JUNGUIANA, TURMA 600. CASAMENTO: A RELAÇÃO ANIMA / ANIMUS. Trabalho N° 9. André Bertolino Rodrigues, Neusa Aparecida de Lima, Silvia Regina de Paula Oliveira. São Paulo, 2013.

Quer receber todas as novidades do Portal?

Assine gratuitamente nosso site e receba:

1. Livro digital gratuito: ao se tornar assinante, você ganhará uma cópia gratuita do nosso livro digital “7 Dicas de Ouro para Aplicar os conceitos Junguianos no dia a dia”.

2. Atualizações por e-mail: receba em primeira mão nossos novos materiais, artigos, vídeos ou entrevistas!

3. Conteúdo exclusivo: ao se tornar assinante, você receberá informações exclusivas sobre a 2º edição do Congresso Jung Terapias e de outros projetos!

1 COMENTÁRIO

  1. […] Durante meus cursos, noto que muitos junguianos não compreendem minhas propostas por não perceberem exatamente onde elas buscam integrar conceitos de psicanálise como fixação e defesa na formação da Sombra e, ao mesmo tempo, modificar a Psicologia Analítica para evitar a redução do Arquétipo Matriarcal e da Anima ao feminino e do Patriarcal e do Animus ao masculino. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here